nanao news

nanao em newfoundland

16/01/2023
maine, estados unidos
Nosso amigo Gary Lawless, do Maine, envia mais uma colaboração para o Nanao Global! Dessa vez são dois poemas de sua autoria e baseados na viagem que ele, sua companheira Beth Leonard e Nanao Sakaki fizeram juntos a Newfoundland, no Canadá, em 1995. São dois belos poemas que ilustram como a impermanência se expressa na paisagem e também a intimidade de Nanao com os fenômenos naturais que o rodeavam. As fotografias são de Beth Leonard. Confiram!


Escutávamos o som
Que o gelo faz –
“é um exagero!” diz Nanao
Escutávamos o som
Que o vento faz,
Costa oeste de Newfoundland
Trilha de Green Garden um
Alce em cada curva –
Fazendo sopa de missô
Nanao diz
“Sou louco por batata!”
Estamos distantes
Do mundo –
Tudo é possível –
Gelo e vento,
Alces.
Caribus.

(Gary Lawless / trad. Felipe Melhado)


Caribudismo

1

O iceberg veio
Para falar com Nanao.
Ele está logo ali na janela,
Esperando além da luz.
Ele veio de longe.
Ele tem uma mensagem para nós.
Ele é muito tímido.
Se olhamos diretamente para ele
Ele começa a derreter,
Tudo o que ele
tem a dizer, perdido
para a luz do
dia, o vento, as
pedras, nossos olhos –
Ele começa a falar.
Precisamos ouvir
Com muita atenção.


2

Esta noite ele aparece como um alce,
Não mais um iceberg,
Andando na ponta dos pés,
Por entre as barracas.
Ele é feliz na escuridão.
Ele procura por Nanao.
Ele quer entrar em seus sonhos.


3

Hoje ele está
Ao lado da estrada
Num trecho de pântano e
Neve suja.
Ele tem a cor da geleira,
Iceberg, neve e
Luz.
Ele se vira e
Desaparece,
Mata adentro.
Ele é um caribu.
Ele é um iceberg.
Ele é uma mensagem.
E um sonho.

Twillingate/Terra Nova/Gros Morne
Newfoundland

(Gary Lawless / trad. Felipe Melhado)


perché scalare una montagna?

16/01/2023
itália
Homenageando Nanao em seu centenário, o portal Zest, sobre cultura e literatura sustentável, publica algumas novas traduções de seus poemas para o italiano. E como elas soam bem! Confira abaixo uma dessas traduções feitas por Antonia Santopietro. E para acessar as outras, clique neste link.


Perché
(Nanao Sakaki)

Perché scalare una montagna?

Guarda! C’è una montagna lì.

Io non scalo la montagna.
La montagna scala me.

La montagna sono io.
Scalo me stesso.

Non c’è alcuna montagna

né un me stesso
Qualcosa si muove su e giù
nell’aria.


Gennaio 1981




atrás do cume da montanha

04/01/2023
república tcheca
Brisa gelada soprando da República Tcheca: a musicista Bára Sýkorová celebra o centenário de Nanao Sakaki com uma canção! A letra de Za Horským hřebenem [Atrás do cume da montanha] faz referência a diversos poemas de Nanao, como Wind Speaks, Winter Flower Trails, False Solomon’s Seal, entre outros.

A versão em tcheco dos poemas é uma tradução de Jiřího Weina. A música foi composta por Bára em parceria com Václav Květoň, que também tocou flauta e piano, além de fazer a mixagem e a masterização da canção. 

Você pode conferir outros trabalhos de Bára Sýkorová em seu instagram ou então acessando o seu linktree.

Apreciem o vídeo e, mais abaixo, a tradução para o português de um dos poemas que inspiraram a canção.

Obrigado, Bára e Václav! Feliz centenário, Nanao!




Falso Selo-de-Salomão
(Nanao Sakaki / tradução Felipe Melhado)

(1) Comer demais dá dor de estômago
      Muito conhecimento dor de cabeça
      Muita sensibilidade dor na mente
      Muito pensamento ataque cardíaco.

(2) Conhecer é se perder.

(3) Frequente a formiga
      Seu preguiçoso,
      Considere seus modos
      E seja tolo como ela.

(4) O dinheiro faz o cavalo galopar
      O mel faz o urso caminhar
      A ironia faz o homem fugir.

(5) Dê o tutor a um idiota
      Dê o dicionário a um erudito
      Dê o cemitério aos mortos
      Dê o bolo para mim. 


(6) O pássaro que madruga apanha a larva
      Quem come sobras a sabedoria da pança
      O trabalhador alegre a sabedoria da mente
      Deus a sabedoria do silêncio.

(7) Nascimento ---------- para este encontro
     Velhice --------------- céu azul turquesa
      Doença --------------- vida tão rica
      Morte ----------------- vamos para a cama.

(8) Apesar de
      Apesar de
      Eu amar esta terra arrasada
      I + I = I

(9) O céu sempre azul
      A lua sempre cheia
      A maré sempre alta
      Você sempre reclamando.

(10) Em um país estrangeiro

        Se quiser conhecer a terra
                        Aprenda sobre as ervas.
          Se quiser conhecer a cultura
                        Confira a manufatura.
          Se quiser conhecer o futuro do lugar
                        Escute à música popular.
          Se quiser conhecer o povo
                        Conheça a você mesmo.


O PROJETO NANAO GLOBAL É  ORGANIZADO PELO GRAFATÓRIO ︎ ︎

︎︎︎